Não deixe o seu sonho se tornar um pesadelo.

Um dos maiores sonhos para muitas pessoas é abrir o seu próprio negócio; deixar para trás a figura do patrão e poder trabalhar sem ter que dar satisfação a um chefe. Porém, muitas vezes esse sonho tem se tornado um pesadelo na vida de muitos que tem o desejo de empreender. Pesquisas apontam que a grande maioria das empresas fecham suas portas nos primeiros anos de vida.

“Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE em setembro de 2016, de cada dez empresas, seis não sobrevivem após cinco anos de atividade, dados estes, referentes a 2014, os quais apontam que das 694,5 mil empresas abertas em 2009, apenas 275 mil (39,6%) ainda estavam em funcionamento em 2014. Após o primeiro ano de funcionamento, mais de 157 mil (22,7%) fecharam as portas.”

Certamente não queremos que isso nos ocorra não é verdade?

Então, o que fazer para ficarmos fora desta estatística?

 

Façamos uma pequena analise do que leva uma empresa a fechar suas portas tão prematuramente:

Perfil das empresas (exemplos de casos extremos) Fonte: SEBRAE

É importante levarmos em conta para não entrarmos neste redemoinho?

Sem dúvida, em época de crise torna-se mais difícil ainda gerir o próprio negócio.  Porém, há certas medidas que precisam ser tomadas para que possamos vencer os momentos mais difíceis. 

  1. Identifique o problema - O primeiro passo é reconhecer que os resultados da sua empresa não são sustentáveis a longo prazo. Portanto, inevitavelmente, se nada for feito para mudar o cenário, terá que encerrar as atividades da sua empresa. Precisamos parar de procrastinar decisões, colocando a culpa em fatores externos como a queda de vendas devido à época do ano ou a crises financeiras etc. Com isso, só tomam alguma medida quando já é tarde demais. 

  2. O que mais leva uma empresa à fechar as suas portas é uma má gestão, pense nisso ! A hora é de "arregaçar as mangas" e não de cruzar os braços, faça uma analise ponderada do que pode ter levado a sua empresa ao fracasso, mas, você precisa ser sincero consigo mesmo, não tente enganar-se culpando tudo que se encontra do lado de fora do seu negócio. 

  3. Elabore um plano de negócios. Pode parecer que não seja tão importante, mas certamente ele servirá como um guia na tomada de decisões.

  4. Não perca o foco do seu negócio. Politica e futebol devem servir para refrigerar nossos dias quentes. (para quem aprecia).

  5. Pare de misturar os ingredientes do bolo. Só faça retiradas de dinheiro da sua empresa após verificada as condições para isso, e de forma planejada, lembre-se, "nem tudo que entra é lucro".

  6. Corte pela raiz os gastos desnecessários.

© 2017 por Viégas Contabilidade.